Fazendo compras com Meu Pai!

Olá pessoal! O post desse Sábado está um pouquinho diferente dos demais… Uma vez que ainda não concluí o assunto que quero dividir com vocês, vou deixar aqui um texto que escrevi há alguns anos atrás, quando Meu Pai começou a me ensinar a fazer compras! Alguns já conhecem esse texto, pois ele também foi publicado no Blog Bonita Adventista. Mas para aqueles que ainda não leram, espero que seja útil para reflexão, como o foi para mim! Tenham todos um lindo Sábado! 😉

Eu compro, Tu compras… Elas compram.

“Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o vosso suor naquilo que não satisfaz?” Isaías 55:2

Um dos grandes desafios que enfrentamos nos primeiros anos escolares é a conjugação verbal.  Indicativo, subjuntivo, imperativo; perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito. Enfim, são tantas as variações, e tão complexas, que alguns simplesmente desistem de aprender. Mas para um determinado grupo, o das jovens, há um verbo que é muito fácil conjugar: o verbo comprar. Eu compro, Tu compras… Elas compram.

Para a maioria das jovens de hoje – e até mesmo para as não tão jovens assim – comprar significa “ser bela”. Esquecem-se de que o “ser mulher”, por si só, já desperta olhares de admiração. Cada mulher possui uma beleza singular, independente de artifícios externos. Entretanto, a beleza natural tem perdido espaço para a “comprada”. E esta tem sido uma constante busca, pois em seu íntimo elas pensam: “Se eu comprar esse vestido, ou aquele sapato, com certeza serei mais bonita. Isso fará com que as pessoas me aceitem, me respeitem.”

Antes de entrarmos na velha discussão sobre a ditadura da moda, penso que deveríamos nos perguntar: O que é realmente belo para Deus?

Consciente das aflições que nos sobreviriam, Deus nos deixou em Sua Palavra a resposta a esta pergunta: “A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e jóias de ouro ou roupas finas.” I Pedro 3:3 (NVI). Como um Pai amoroso, o Senhor nos aconselha a confiar menos nos adereços que podem apenas “melhorar” nossa aparência. Ao invés disso, Ele nos encoraja a investir mais em nossa beleza interior, “beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus.” I Pedro 3:4 (idem).

Eu compro, Tu compras… Nós compramos. Todos precisamos comprar! Jovens, adultos, idosos, e até mesmo as crianças; comprar para sermos verdadeiramente belos, comprar para sermos felizes.

Deus também gosta deste verbo. Afinal, Ele nos comprou através do sangue de Seu Filho. Hoje, no entanto, é Ele quem nos convida a comprar, e até nos ensina a fazê-lo: “Ah! Todos vós, os que tende sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o vosso suor naquilo que não satisfaz?” Isaías 55:1-2 (VARA).

Venham todos – e todas – os que desejam comprar a real e eterna beleza. 

Ele vende. E é de graça! 😉

Anúncios

4 pensamentos sobre “Fazendo compras com Meu Pai!

  1. Como sempre… texto oportuno e perfeito, Evelyn! Sua simplicidade me encanta e eu me sinto lisonjeada ao encontrar ressonância na sua forma de ver o mundo. Eduquei minhas filhas para o necessário, e vejo que até mesmo elas, ainda jovens, se surpreendem com a quantidade de coisas supérfluas que são adquiridas por suas colegas de escola. Agradeço sua sensibilidade e disponibilidade em mostrar a Luz para quem ainda não A vê!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s