Escolho Meu Pai!

Escolhas… Passamos a vida inteira escolhendo…

A comida, que roupa usar, a profissão, a esposa, o marido… É certo que muitas vezes não nos restam tantas opções. Nem sempre trabalhamos naquilo que sonhamos; Ou, como dizem por aí, alguns escolhem, escolhem, e no fim, são escolhidos! Fato é, escolhendo por vontade própria, ou por “livre e expontânea pressão”, tudo depende do nosso SIM!
E o que dizer dos erros na hora de escolher? Ah, esses são mais que comuns! Já fazem parte da rotina “diária”… Sendo assim tão corriqueiros, deveriam ser menos dolorosos! Contudo, não é nada fácil lidar com o sentimento de culpa que algumas escolhas equivocadas carregam consigo… Mas o que é ruim pode ser ainda pior quando o “dono do SIM” sequer percebe que se equivocou! Pobre coitado, quanto tempo desperdiçado até que perceba o estrago… Agora, terrível mesmo, é quando “o tal” escolhe mal, e percebendo que “pisou na jaca” resolve passar um “paninho”… E segue em frente, como se a “emenda não fosse pior que o soneto”! E se o “forte cheiro” o denuncia, algumas gotas de Chanel aqui e ali, e ninguém irá notar! Afinal, como admitir que errou quando a “fama” de felicidade já se espalhou?
E “assim caminha a humanidade”, com passos de ilusão e sem vontade de acertar! O Sr. ORGULHO é muito forte pra superar!
Rimas à parte, Meu Pai tem sido Meu Professor nessa “matéria”, conforme já mencionei aqui. Infelizmente, não costumava tirar notas muito boas nesses “testes”. Mas hoje, graças às aulas com Meu Mestre, o ato da escolha tem deixado de ser uma experiência traumatizante, para ser cada vez mais gratificante!
Uma das lições mais sérias que aprendi, e que gostaria de dividir com vocês, é que há dois tipos fundamentais de escolhas, as quais abrangem todas as demais: “Escolhas para Vida”, e “Escolhas para Morte”. É óbvio, que ninguém em sã consciência, escolheria as do segundo grupo se soubesse (ou acreditasse) serem essas tão sérias e reais. Mas, essa “consciência” apesar de presente em quase todos, é diária e forçadamente “calada” pelo famoso e poderoso “EU”, que habita em cada um de nós…
Para não perder o seu “posto” de Centro das Atenções, o “Poderoso EU” é capaz de qualquer coisa para não nos deixar ouvir Nosso Pai dizer: “Pois hoje lhes ordeno que amem o Senhor, o Seu Deus, andem nos Seus caminhos e guardem os Seus mandamentos, … então vocês terão vida… coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida…”. (Deuteronômio 30:16 e 19, NVI)
Ao explicar essa lição, Meu Pai diz que a vida que Ele nos oferece vai muito além dos (no máximo) 80 ou 90 anos (depois dos 60 com enfado e cansaço) que podemos desfrutar por aqui. Todos os Filhos e Filhas que O amam, receberão como herança a Vida Eterna! Não é uma notícia maravilhosa???
Entretanto, Ele também diz que aqueles que NÃO O amam, ou seja, que não gostam de andar em Seus Caminhos, na verdade já escolheram sua recompensa… Que experimentem e aproveitem de tudo o que desejarem nessa vida, pois a Eterna não mais lhes pertence!
Injusto da parte dEle? Não… Pelo contrário! Na verdade, como Pai, Ele sofre ao ver que Seus filhos não têm prazer na Sua companhia… Afinal, Ele está preparando um lugar muito especial para nos receber! Mas por amor, Ele nos deu a liberdade de escolha, e faz parte de Seu caráter respeitar a nossa decisão.
Eu já fui daquelas que, encima do muro, fazia minhas escolhas tortas e mantinha a pose do “eu sei o que estou fazendo”. O pior cego é aquele que não quer enxergar…
Mas no fundo, EU SABIA que minhas atitudes estavam me afastando cada vez mais do Meu Pai, e que se não voltasse atrás e escolhesse o “caminho estreito”, os “atalhos” que andava tomando se transformariam para mim em caminhos de Morte!
Assim como eu sabia, TODOS SABEM quando estão se afastando, pois Nosso Pai incansavelmente nos adverte dos perigos de andar longe dEle. Mas Ele avisa, não obriga…
Já parou para pensar que essa é a maior e mais importante decisão da sua vida? E que a opção “decido depois” é arriscada demais, uma vez que o “depois” pode não existir?
Você é livre para escolher, mas lembre-se: Só há dois caminhos… Não há muros, nem salas de espera!
Quem você irá escolher, o seu EU, ou o Seu PAI? Eu escolho Meu PAI! wink😉

“Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram.” (Mateus 7:13, 14, NVI)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s